domingo, 21 de setembro de 2008

Em busca do lugar perfeito - parte I

Desde que começamos a pensar em casamento nos deparamos com o principal problema: onde faríamos a festa? A cerimônia na igreja já era uma certeza, visto que o Diogo não abria mão disso. Eu não fazia questão da cerimônia religiosa, por mim poderia ser um juiz no próprio local da festa, mas como era importante para o Diogo concordei. Temos muitas opções de igrejas, por isso a prioridade era achar um local para festa, a igreja seria escolhida em função disso.

Eu, insuportavelmente detalhista que sou, coloquei na cabeça o seguinte perfil de salão:
· que fosse Zona Sul com boa localização
· que tivesse algum espaço ao ar livre ou varanda
· que fosse espaçosa o suficiente para termos mesas, lounges, pista de dança, mega mesa de doces, chá, Buffet, etc mas que não fosse grande demais para que não desse a impressão de festa vazia
· bom preço
· e que não fosse casa de festas (estilo pacotão) pois queria escolher cada fornecedor

Nem preciso dizer que isso foi quase impossível de encontrar né? Vou explicar cada um dos pré requisitos fundamentais:

· Barra ou Zona Sul: a maioria dos nossos convidados mora nessa região; os convidados de fora do Rio ficarão hospedados tb nessa região. Inviável fazer a festa por exemplo no Garden Party, em Jacarepaguá. Nada contra Jacarepaguá, é o bairro que eu moro!!! rsrs Mas a localização do Garden é péssima!!!! Tem “comunidades” nas proximidades e realmente é muito difícil de chegar. O Diogo costuma dizer que aprendeu a andar bem por Jaca, mas que chegar no Garden ele não consegue não!! rsrs Se essa casa ficasse em outro bairro seria perfeita... é linda, ótimos jardins, salões, comida maravilhosa...
Tb cortamos o Alto da Boa Vista. Claro que acontecem assaltos e outros problemas em todo o RJ, mas no Alto o índice não pára de crescer... Não tem uma rota de fuga. Fora que o caminho para aquelas casas é muito sinuoso, e sei que meus amigos bebem muito. Preferi evitar. Tb cortei pelo mesmo motivo espaços de festa no Centro e em Santa Tereza. Queríamos Copa, Leblon, Urca, Ipanema... não tinha jeito...

· Espaço ao ar livre ou varanda: nem pensar em fazer a festa num salão de hotel por exemplo. Não gosto de ambientes totalmente fechados. Queríamos algo mais parecido com uma casa... salão não fazia parte de nossos planos. Nisso descartamos outros tantos espaços...

· Espaço: festa de casamento é “espaçosa”! Tem as mesas dos convidados, mesa de doces, estações de Buffet, lounges... nada pior que se sentir dentro de uma lata de sardinha... Outro problema é que a maioria das casas é para festas enormes, o que seria inviável pra mim... nossa festa é para 200 convidados, num mega salão ia parecer festa vazia...

· Bom preço: como casar é caro (e todas as noivas sabem disso) não queria que o aluguel do espaço fosse muito alto. Não queria que o valor de partida já fosse um absurdo. Claro que o MAM é um espetáculo, mas estava fora de cogitação pagar mais de 17 mil apenas de aluguel (o MAM é lindo mas mesmo que fosse barato eu não faria lá pq é enorme e nossa festa é para 200 pessoas, citei só como exemplo). Como muita dor no coração topamos pagar no máximo 5mil de aluguel. O Marimbás em Copa tem mais ou menos esse valor (e tem varanda!) mas o salão é pequeno e a cozinha idem. Outro problema é a escada de acesso – pensei no sacrifício que seria para as vovozinhas...

· Casa de festas: desculpe a minha visão, mas quando a casa vende o pacote completo sempre tenho a impressão de que as festas ficam todas iguais. Pegue uma revista Inesquecível Casamento por exemplo e marque todas as festas que foram realizadas na Casa das Canoas. Só mudam as cores das toalhas e das flores, o resto é igual... Não queria isso pra mim, queria que a festa tivesse a nossa cara, o nosso perfil...
Difícil achar uma casa que se encaixasse no nosso perfil? COM CERTEZA! Impossível? NÃO!
Fiz INÚMERAS cotações, visitei alguns lugares, pesquisei, pesquisei e pesquisei. Antes de falar qual foi o local escolhido, vou contar um pouco desse processo seletivo...

Um comentário:

O Casamento da Formiga disse...

Olá Beatriz, tudo bem? Vim retribuir sua visita e aproveitar para dizer que
eu tb achei dificil escolher o lugar perfeito! Sempre tem alguma coisa q nos desagrada. Aqui em SP o mais comum é o Preço abusivo!!!!
Eu já prefiro locais fechados... tenho medo de no dia chover pra caramba...rs.

Ah, adorei as dicas de revistas do seu outro post, vale a pena comprar estas revistas???

Boa Sorte em sua busca! Beijão!!!!!!