sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Pimenta II

Livia,

Imagina se fiquei chateada! Achei uma pena que só vc tenha se manifestado!!! rsrsrs
O que eu acho bom é isso, o debate, a reflexão, e não aquele esquema de fazer "porque todo mundo faz", "porque sempre foi assim"...
Manter as tradições é legal, mas desde que seja uma opção consciente!!

A sua situação realmente é bem particular... vc realmente tem um nome que não tem nada a ver..
Entendo que sua posição seja essa...
É diferente da minha, mas se o todo mundo fosse igual viver seria um SACO!!!!

Vou ver se arrumo mais temas pra gente debater. Se tiver sugestões eu aceito!!

Super beijo e ótimo fim de semana!!!

5 comentários:

Bel Liberal disse...

Eu não adotei o sobrenome do meu marido...Muita gente torceu o nariz, principalmente as pessoas de mais idade...rs Eu não dei a mínima. Sempre digo que nasci com nome e sobrenome e casar nào mudaria isso...
Sempre penso na situaçào que vivi por minha mãe ter adotado o sobrenome do meu pai e depois da separaçào ter retornado ao nome de solteira... Minha mãe passou a nào ser mai minha mãe já que na certidão de nascimento consta o nome de casada... Claro que não casei pensando em me separar, mas...E se isso acontecer???(Deus me livre e guarde] Meus filhos vão ter outro noem na certidão??? Acho que manter o noem é tb preservar a nossa identidade. Beijinhos.

beijodepracinha disse...

Acho que se voce ja esta casando pensando na possibilidade de se separar depois, melhor nem casar. Uniao estaval ta aí com reconhecimetno legal. ;-)
MAs isso é outra discussao... Longa, por sinal.

beijodepracinha disse...

Mais uma coisa que estamos esquecendo neste debate: se o seu sobrenome fosse "Pinto da Silva" ou "Aquino Rêgo" e seu noivo tivesse um sobrenome um pouco mais pomposo tipo "Morgenstern" ou "Alcântara", ou até mesmo um "Oliveira" meio sem graca, porem normal, eu DU-VI-DO que voce nao mudaria! Suas questoes de "identidade familiar" ou ate mesmo os argumentos feministas da Martha iriam para a cucuia! Ou nao? ;-)
Beijinho!

Beatriz Dias disse...

Beijo de pracinha:
Em nenhum momento eu disse que não trocaria de nome porque dá trabalho de troca os docs em caso de separação. Acho que vc se confundiu...
Eu não vou trocar pq é uma opinião que tenho há muitos anos.

E o problema não é sobre nome feio ou bonito.
Já namorei um cara que tinha sobrenome gringo LINDO e qdo falávamos em casamento eu dizia que não mudaria.

Sobrenomes bizarros, que causam constragimento podem ser alterados sem a necessidade de casamento...

Então minha opinião está mantida!

bjs e volte sempre!

Anônimo disse...

Importante é que estamos livres pra trocar ou não o nome depois de casar!!!
Mas a real é que a maioria dos noivos, aí inclusive o meu, são caretas e fazem chantagem... mas eu não me importo. Fui madrinha de um casamento de um casal amigos nosso e a noiva não trocou de sobrenome, resultado assunto tabu: toda vez que esbarramos no assunto fede!
Eu penso em trocar o sobrenome desde que aprendi a escrever.
Ou seja, quando eu me casar - e isso só Deus sabe quando... hehehehe, vou passar a ser Natália Hax Martins, como muito orgulho.
PS: Engraçado é que essa noiva tem várias histórias de ser muitoooo apegada a família.